segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Ucrânia: líder separatista mobiliza 100 mil homens

O líder da autoproclamada república separatista de Donetsk, no leste da Ucrânia, declarou nesta segunda-feira que espera mobilizar nos próximos dias 100 mil homens para combater o exército ucraniano, em plena escalada do conflito.

"A mobilização geral acontecerá na República Popular de Donetsk dentro de 10 dias e está previsto mobilizar 100 mil homens", declarou Alexandre Zajarshenko, citado pela agência oficial separatista ADN.

A intensificação dos combates no leste da Ucrânia provocou 30 mortos nas últimas 24 horas, depois do fracasso neste fim de semana das negociações de cessar fogo em Minsk.

Pelo menos 17 de civis morreram, segundo informações dadas por Kiev nesse domingo, enquanto o exército da Ucrânia afirmou que 13 soldados perderam a vida e outros 20 ficaram feridos.

Retomada dos conflitos

O Exército ucraniano está há dias em combate contra os separatistas que tentam ocupar a cidade de Debaltseve, que lhes daria acesso a um ponto ferroviário estratégico para conectar as repúblicas rebeldes de Donetsk e Lugansk.

No sábado as negociações em Minsk entre os separatistas pró-russos e Kiev para chegar a um cessar fogo foram encerradas sem um acordo para conflito, que já resultou em 5mil mortos desde abril.

Nos últimos dias foram evacuados cerca de mil pessoas de Debaltseve, uma cidade com aproximadamente 25 mil habitantes situada no leste do país, informou a polícia local que disse que o local estava sem eletricidade, água e calefação.

"As pessoas fogem porque os bombardeios não param", disse à AFP o comandante da polícia local, Yevgen Lukhaniv, e advertiu que as forças ucranianas não vão ceder suas posições.

Nenhum comentário: