terça-feira, 31 de maio de 2016

VEREADOR CICERO EM SÃO BENTO DO NORTE GANHA APOIO DOS JOVENS FABIANO, RAFINHA, PELADO E NETÃO PARA AS ELEIÇÕES 2016


Peixe ao forno

O <a href="http://mdemulher.abril.com.br/culinaria/receitas/receita-de-peixe-ao-forno-633419.shtml" target="_blank">peixe ao forno</a> é uma excelente opção para o jantar. Acompanha um molho especial

Ingredientes



Modo de preparo

Tempere o peixe com o limão, o alho e sal e pimenta a gosto, tampe e deixe tomar gosto na geladeira, por 30 minutos.
Em uma panela, refogue a cebola com o óleo, junte o tomate, o extrato e a água, misture bem e ferva por 5 minutos, com a panela tampada.
Tempere a gosto com sal e pimenta e retire do fogo.
Em um refratário, coloque as batatas intercaladas com o peixe, em uma só camada.
Regue com o molho e o azeite e leve ao forno, preaquecido, em temperatura média (170 a 190 ºC) por cerca de 40 minutos ou até o peixe cozinhar.
Retire do forno e polvilhe a salsa antes de servir.

NESTE DOMINGO PADRE ADRIANO RECEBEU HOMENAGEM DOS FIEIS E DA COMISSÃO DA IGREJA DO SANTA RITA EM CAIÇARA DO NORTE/RN EM COMEMORAÇÃO AO SEU ANIVERSÁRIO!





Escravidão moderna atinge 45,8 milhões de pessoas no mundo



Cerca de 45,8 milhões de pessoas em todo o mundo estão sujeitas a alguma forma de escravidão moderna. A estimativa é do relatório Índice de Escravidão Global 2016, da Fundação Walk Free, divulgado ontem (30).

Segundo o documento, 58% dessas pessoas vivem em apenas cinco países: Índia, China, Paquistão, Bangladesh e Uzbequistão. Já os países com a maior proporção de população em condições de escravidão são a Coreia do Norte, o Uzbequistão, o Camboja e a Índia.

A escravidão moderna ocorre quando uma pessoa controla a outra, de tal forma que retire dela sua liberdade individual, com a intenção de explorá-la. Entre as formas de escravidão estão o tráfico de pessoas, o trabalho infantil, a exploração sexual, o recrutamento de pessoas para conflitos armados e o trabalho forçado em condições degradantes, com extensas jornadas, sob coerção, violência, ameaça ou dívida fraudulenta.

Embora seja difícil verificar as informações sobre a Coreia do Norte, as evidências são de que os cidadãos são submetidos a sanções de trabalho forçado pelo próprio Estado. No Uzbequistão, apesar de algumas medidas de combate à escravidão na indústria do algodão, o governo ainda força o trabalho na colheita do algodão.

No Camboja, há prevalência de exploração sexual e mendicância forçada e os dados do relatório destacam a existência de escravidão moderna na indústria, agricultura, construção e no trabalho doméstico. Já na Índia, onde 18,3 milhões de pessoas estão em condição de escravidão, apesar dos esforços do governo em lidar com a vulnerabilidade social, as pesquisas apontam que o trabalho doméstico, na construção, agricultura, pesca, trabalhos manuais e indústria do sexo ainda são preocupantes.

No último relatório, de 2014, cerca de 35,8 milhões de pessoas viviam nessa situação. 

Escravidão moderna

Segundo a Walk Free, a escravidão moderna é um crime oculto que afeta todos os países e tem impacto na vida das pessoas que consomem produtos feitos a partir do trabalho escravo. Por isso, é preciso o envolvimento dos governos, da sociedade civil, do setor privado e da comunidade para proteção da população vulnerável.

Segundo a fundação, quase todos os países se comprometeram a erradicar a escravidão moderna por meio de suas legislações e políticas. Os governos que mais respondem no combate ao trabalho forçado são aqueles com Produto Interno Bruto (PIB) mais elevado como a Holanda, os Estados Unidos, o Reino Unido, a Suécia e a Austrália. As Filipinas, a Geórgia, o Brasil, a Jamaica e a Albânia estão fazendo grandes esforços, apesar de ter relativamente menos recursos do que países mais ricos, segundo a Walk Free.

No prefácio do relatório ao qual a reportagem da Agência Brasil teve acesso, o fundador e presidente da Walk Free, Andrew Forresto, diz que o Brasil foi um dos países pioneiros na divulgação de uma lista de empresas nacionais multadas na Justiça pela utilização de trabalho forçado. Uma liminar impedia a publicação da chamada Lista Suja do Trabalho Escravo desde dezembro de 2014. Na semana passada, entretanto, o Supremo liberou a divulgação dos nomes das empresas autuadas.

Os governos que menos fazem para conter a escravidão moderna, segundo o relatório, são a Coreia do Norte, o Irã, a Eritreia, a Guiné Equatorial e Hong Kong.

Na avaliação da entidade, levando-se em conta o Produto Interno Bruto (PIB) e a riqueza relativa do país, Hong Kong, Catar, Singapura, Arábia Saudita e Bahrein poderiam fazer mais para resolver problemas de escravidão moderna dentro de suas fronteiras.

Segundo a Walk Free, muitos países, incluindo as nações mais ricas, continuam resgatando vítimas, enquanto muitos não conseguem garantir proteções significativas para os trabalhadores mais vulneráveis.
A pobreza e a falta de oportunidades são fatores determinantes para o aumento da vulnerabilidade à escravidão moderna. Os estudos também apontam para desigualdades sociais e estruturais mais profundas para que a exploração persista - a xenofobia, o patriarcado, as classes e castas, e as normas de gênero discriminatórias.

Escravidão no Brasil e nas Américas

Segundo a Walk Free, o Brasil tem 161,1 mil pessoas submetidas à escravidão moderna – em 2014, eram 155,3 mil. Apesar do aumento, a fundação considera uma prevalência baixa de trabalho escravo no Brasil, com uma incidência em 0,078% da população.

O relatório aponta que a exploração no Brasil geralmente é mais concentrada nas áreas rurais, especialmente em regiões de cerrado e na Amazônia. Em 2015, 936 trabalhadores foram resgatados da condição de escravidão no país, em sua maioria homens entre 15 e 39 anos, com baixo nível de escolaridade e que migraram dentro do país buscando melhores condições de vida.

Nas Américas, pouco mais de 2 milhões de pessoas são vítimas de trabalho escravo, mais identificados na Guatemala, no México, no Chile, na República Dominicana e na Bolívia. Os resultados da Walk Free sugerem que os setores de trabalho manuais, como a construção, os trabalhos em fábricas e domésticos são os que concentram mais escravos modernos nas Américas.

O país com maior número de pessoas submetidas à escravidão é o México, com 376,8 mil. Os governos com melhores respostas no combate a esse crime são os Estados Unidos, a Argentina, o Canadá e o Brasil.

Ladrões roubam Viagra de farmácia, trocam tiros com a PM e são presos

As dez caixas de Viagra roubadas da farmácia foram recuperadas com a prisão dos suspeitos; armas usadas no assalto foram apreendidas (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
A Polícia Militar prendeu dez homens após entrar em confronto armado com criminosos em três ocorrências registradas nesta segunda-feira (30) em Natal. Dentre os detidos, cinco foram baleados e tiveram que ser socorridos ao hospital. Nenhum corre risco de morte. Três deles foram presos suspeitos de terem assaltado uma farmácia no bairro de Lagoa Nova, na Zona Sul de Natal. Na ocasião, foram levadas dez caixas de Viagra, remédio usado por homens no tratamento de impotência sexual.

A farmácia assaltada fica no cruzamento da avenida Miguel Castro com a rua São José. A polícia contou que três jovens chegaram de carro, se passaram por clientes e logo anunciaram o assalto. Além das dez caixas de Viagra, ele ainda roubaram duas clientes que estavam no estabelecimento. A PM iniciou uma perseguição e houve troca de tiros. Os três rapazes, de 20, 21 e 23 anos foram presos. Durante o confronto, um deles foi baleado no joelho. Os revólveres que estavam com o trio foram apreendidos.

Outros quatro homens foram presos mais cedo no bairro de Mãe Luíza, na Zona Leste da cidade. A PM foi verificar uma denúncia anônima e encontrou o grupo em atitude suspeita. Houve confronto armado e dois deles acabaram baleados e levados ao hospital. Os outros dois foram presos. Drogas, produtos roubados e uma arma foram apreendidos.
Outros três homens foram detidos no bairro de Felipe Camarão, na Zona Oeste. A PM informou que eles estavam com um carro roubado. Policiais do Batalhão de Choque tentaram abordar o veículo, foi quando ocorreu uma troca de tiros. Dois dos suspeitos foram baleados e levados para o hospital. Duas armas foram apreendidas.

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Roteiro de cavernas fomentará turismo regional no interior do RN

232
Se o binômio sol e mar é o carro-chefe do turismo no Rio Grande do Norte, a riqueza do Estado potiguar possibilita inúmeras outras maneiras de fomentar o segmento. Hoje (30) aconteceu reunião para discutir as potencialidades turísticas em cavernas do RN. Secretários e técnicos no assunto apresentaram sugestões para que a ideia se torne um roteiro turístico consolidado em breve.
Hoje existem mais de mil cavernas catalogadas no Rio Grande do Norte, sendo mais de 10% com potencial turístico a ser explorado. Para montagem de um roteiro inicial foram selecionadas oito cavernas e um sítio arqueológico, situados nos municípios de Mossoró, Apodi, Martins e Felipe Guerra. Entre os critérios adotados também se levou em consideração a rede hoteleira já apta a receber boa demanda turística.
“Este governo acredita na interiorização do turismo desde o início da gestão. O Geoparque Seridó já é quase uma realidade. Semana passada levamos o Festival de Jazz para Mossoró e bancamos a segunda edição em São Miguel do Gostoso. E esse roteiro de cavernas é outra maneira de fomentarmos o turismo regional integrado”, avaliou o secretário estadual de Turismo, Ruy Gaspar.
Também presente à reunião, a presidente da Emprotur, Aninha Costa, lembrou ainda a ação do Governo do RN que veiculou 12 matérias em TV Aberta com atrativos turísticos de dezenas de municípios potiguares. “O Rio Grande do Norte não é só Natal e Pipa. Uma ação como essa que reúne várias secretarias para promover o turismo regional é mais uma demonstração da aposta do Governo no turismo”.
Além de Ruy Gaspar e Aninha Costa, também participaram o governador em exercício, Fábio Dantas, os secretários de Desenvolvimento, Flávio Azevedo, de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Mairton França, de Infraestrutura, Jader Torres, a chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha, o diretor geral do Idema, Rondinelli Oliveira, a procuradora do Estado, Marjorie Madruga, a subsecretária de Turismo, Solange Portela, além de titulares de pastas dos municípios de Apodi, Baraúna, Felipe Guerra, Governador DixSept Rosado, Martins e Mossoró.
As oito cavernas propostas para o roteiro inicial, são: Furna Feia (Parque Nacional, em Mossoró), Furna Nova (Mossoró), Abrigo do Letreiro (Mossoró), Poço Feio (Governador Dix-Sept Rosado), Gruta dos Crotes (Felipe Guerra), Gruta da Carrapateira (Felipe Guerra), Gruta da Catedral (Felipe Guerra) e Casa de Pedra (Martins).
O Parque Nacional de Furna Feia, situado entre Mossoró e Baraúna, será tema de programa exibido nesta quinta-feira (2), na BandNews, às 22h, sendo uma das matérias captadas pela ação do Governo do RN, via Setur e Emprotur, com produção da RN Vídeos. Durante a reunião foi apresentado projeto para regularização de visitas no Parque e, assim, possa integrar os roteiros de ecoturismo de aventura do país.

MPF encontra pagamentos irregulares de R$ 2,5 bilhões no Bolsa Família


O Ministério Público Federal (MPF) informou hoje (30) que foram encontradas irregularidades no valor de R$ 2,5 bilhões no pagamento dos benefícios do Programa Bolsa Família nos anos de 2013 e 2014.
De acordo com levantamento feito pelo MPF, por meio de um grupo de trabalho criado para identificar falhas nos benefícios, foram constatados saques de pessoas falecidas, de funcionários públicos, donos de empresas e doadores para campanhas políticas.
Após identificar as irregularidades, o órgão enviou as informações à Secretaria Nacional de Renda de Cidadania, do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, para que a pasta se manifeste em 30 dias sobre as providências adotadas para prevenir as fraudes.
Os dados sobre as irregularidades foram levantados pelo MPF por meio de um cruzamento de dados do Portal da Transparência, do governo federal, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), da Receita Federal e da própria Secretaria Nacional da Renda de Cidadania.
Em nota à imprensa, o ministério disse que entrou em contato com o MPF para tratar do assunto e está aperfeiçoando a fiscalização dos pagamentos.
“O Ministério do Desenvolvimento Social não ignora a possibilidade de irregularidades ocorridas na gestão anterior. A pasta está empenhada em aperfeiçoar o controle e os mecanismos de fiscalização dos beneficiários do Bolsa Família. O MDS esteve no Tribunal de Contas da União e entrou em contato com o Ministério Público Federal para tratar do assunto. Um comitê de controle será criado para depurar e garantir que o Bolsa Família seja destinado para quem mais precisa”, diz a nota.

No RN, servidores lavam calçada da CGU e pedem saída de ministro

Servidores da CGU no RN lavaram a calçada do órgão nesta segunda (30) (Foto: Fernanda Zauli/G1)
Servidores da extinta Controladoria Geral da União (CGU) lavaram a calçada do órgão em Natalnesta segunda-feira (30) em protesto contra o rebaixamento do status da instituição. O ato tem como reivindicação também a saída do ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira.
A CGU foi extinta pelo presidente em exercício Michel Temer e teve suas atribuições absorvidas pelo recém-criado Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle, chefiado por Silveira.
O protesto aconteceu por volta das 15h na calçada em frente à CGU, no bairro da Ribeira, Zona Leste de Natal. De acordo com a auditora Elaine Faustino, os servidores estão mobilizados desde o dia 13 de maio, quando o presidente em exercício alterou a vinculação do órgão que deixou de ser subordiando diretamente à Presidência da República e passou a ter o mesmo status dos outros ministérios. Para os auditores, a mudança implica em perda de autonomia.
"A alteração da vinculação da CGU à presidência mexe com a autonomia do órgão. Quando você está auditando o Ministério de Educação, por exemplo, você emite recomendações que envolvem o ministério e, eventualmente, o próprio ministro. Não pode um ministério fiscalizar outro. A CGU é um órgão de controle, não pode estar no mesmo patamar de todos os ministérios", disse Elaine Faustino.
O protesto desta segunda-feira (30) pede também a exoneração de Fabiano Silveira, ministro da Transparência, Fiscalização e Controle. Neste domingo (29), reportagem exclusiva do Fantástico revelou gravações na qual o ministro critica a condução da Operação Lava Jato pela Procuradoria Geral da República (PGR) e dá conselhos a investigados em uma conversa com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e o ex-presidente da Transpetro, novo delator do esquema de corrupção que atuava na Petrobras.
"Os servidores não podem compactuar com um ministro que esteja envolvido com qualquer ato de restrição de investigação", afirmou Elaine Faustino. Segundo ela, também nesta segunda-feira, 26 chefes de regionais da CGU de todo o país entregaram os cargos.
Gravações
Cerca de três meses antes de assumir o Ministério da Transparência, Fabiano Silveira esteve em uma reunião na residência oficial de Renan Calheiros na qual a Operação Lava Jato foi amplamente discutida.
Participam da reunião, além de Sérgio Machado e Renan Calheiros, Bruno Mendes, advogado e ex-assessor do presidente do Senado, e Fabiano Silveira, que, à época, integrava o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
No encontro, relatou o ex-presidente da Transpetro aos investigadores, foram discutidas as providências e ações que ele estava pensando em relação à Operação Lava Jato.
No áudio, é possível entender que Fabiano Silveira orienta Renan e Sérgio Machado sobre como se comportar em relação à PGR. A qualidade do áudio é ruim, há varias pessoas na sala, mas é possível identificar as vozes do presidente do Senado, do ex-presidente da Transpetro, de Fabiano Silveira e de Bruno Mendes.

Governador em exercício adianta que pagamento aos servidores deve começar no 4º dia útil

O governador em exercício Fábio Dantas afirmou em entrevista ao Jornal da Noite, da 95FM, nesta segunda-feira (30), que os pagamentos aos servidores devem ser realizados entre os dias 6 e 10 de junho. O calendário oficial referente ao mês de maio será divulgado nesta terça-feira, 31.

As datas foram discutidas em reunião realizada nesta tarde com os secretários de Finanças, Gustavo Nogueira, de Administração, Cristiano Feitosa, e técnicos das duas pastas. Durante a entrevista, Dantas salientou ainda que a previsão – a ser confirmada amanhã pelo Governo do Estado- é de que, diferente dos outros meses, sejam pagos primeiro os servidores ativos, nos dias 6, 7 e 8. A data de pagamento dos inativos será divulgada no calendário de pagamento.

“E é preciso lembrar que se o governo não está pagando dentro do mês não é porque não quer. O problema é do país inteiro, que está enfrentando uma grande crise econômica. Financeiramente para o Rio Grande do Norte, o ano de 2016 está mais difícil que 2015. Não podemos utilizar os recursos da previdência para pagar ao servidor. Tudo isso nos remonta a um contexto em que todo mês é preciso fazer uma nova avaliação”, destacou o governador em exercício, realçando que o RN será um dos primeiros estados do Brasil a pagar seus servidores.

Fábio Dantas acrescentou ainda que o Governo do Estado está trabalhando duro no enfrentamento da crise. “O governador Robinson faz sua parte quando fomenta o Turismo com a redução do ICMS do querosene de aviação (QAV); o governador Robinson faz sua parte quando trabalha para atrair indústrias para o Estado. A arrecadação do Estado permanece, mas a da União não. Para se ter uma ideia, só no repasse de royalties este mês, a frustração foi de 50%”, afirmou. 

O PREFEITO DR. VINICIUS EM PARCERIA COM O GOVERNO DO ESTADO BENEFICIARÁ MAIS DE 200 FAMÍLIAS COM ÁGUA ENCANADA NO CONJUNTO “NOVA CAIÇARA” EM CAIÇARA DO NORTE/RN ONDE OS TRABALHOS DE ENCANAÇÃO JÁ COMEÇARAM!


O PREFEITO ENFATIZOU QUE TER ÁGUA DE QUALIDADE É UMA FORMA DE PREVENÇÃO CONTRA DOENÇAS. “COM ÁGUA TRATADA, VAMOS TER MENOS PROBLEMAS DE SAÚDE”.

Inscrições para o ProUni começam dia 7 de junho

Candidato com renda familiar bruta mensal per capita de até 1,5 salário-mínimo pode ter bolsa integral
As inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) do segundo semestre de 2016 começam no dia 7 de junho. Elas poderão ser feitas exclusivamente pela internet, no site do ProUni, até as 23h59 do dia 10 de junho, no horário de Brasília. Pelo ProUni, os estudantes concorrem a uma bolsa de estudo em cursos de instituições privadas de ensino superior.
Pode se inscrever no programa o estudante brasileiro que não tenha diploma de curso superior, que tenha feito as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015 e obtido no mínimo 450 pontos na média das notas e que não tenha nota 0 na redação.
O estudante ainda precisa atender a pelo menos uma das seguintes condições:

Crime virtual avança nas redes sociais e WhatsApp

Usuários das redes sociais e aplicativos de mensagem instantânea estão cada vez mais na mira dos cibercriminosos. Nos últimos dias, uma massiva campanha maliciosa tem feito vítimas no Facebook; o “WhatsApp Gold”, uma falsa versão especial do aplicativo, voltou a circular; e um hacker colocou à venda registros de 167 milhões de contas do LinkedIn.
No Facebook, os usuários infectados estão disseminando postagens de vídeos com temas como traição entre cônjuges, conteúdos pornográficos e que usam nomes de celebridades. A maioria dos posts utiliza o domínio “motoresporte.com”.
Segundo a empresa de antivírus Kaspersky, criminosos registraram mais de 90 domínios maliciosos para aplicar o golpe. “O criminoso passa a ter uma base gigantesca de contas comprometidas, que poderão ser vendidas a golpistas interessados ou serem usadas para disseminar outras campanhas”, diz Fabio Assolini, analista de segurança da Kaspersky.
Para remover o app malicioso, é necessário acessar as configurações do Facebook de um desktop e ir à opção “Aplicativos”. Na página, o usuário deve remover todos os aplicativos desconhecidos. Os apps desta campanha apresentam como aeroplay.top e aguiavideos.top.
No golpe do “WhatsApp Gold”, por sua vez, o falso app promete chamada por vídeo, apagar mensagens enviadas por engano, enviar cem fotografias de uma vez, mudar o tema do WhatsApp, além de mudar o ícone verde para um dourado.
A fraude usa os contatos das pessoas para se espalhar e o convite é sempre recebido por um conhecido. Aparentemente, os criminosos não instalam nenhum malware ou software malicioso no aparelho, mas faturam pela promoção de aplicativos de terceiros ou do formulário de pesquisa, além da publicidade.
Já os usuários do LinkedIn estão recebendo um e-mail com orientações para troca imediata de senha. Um hacker ofereceu um banco de dados com registros de 167 milhões de usuários por 5 bitcoins (algo como US$ 2,2 mil).
O LinkedIn reconhece que, em 2012, seus servidores foram invadidos, o que resultou no vazamento de senhas. Como nenhuma outra grande invasão foi registrada, é praticamente certo que os dados dessas contas tenham sido obtidos no vazamento de 2012.
Após a divulgação do caso, a Microsoft anunciou planos de ampliar seu sistema que impede o cadastro de senhas fracas nos seus serviços. A tecnologia já é aplicada em contas do Outlook, Xbox e OneDrive. Segundo o gerente de segurança de identidade do Azure, Alex Weinert, o sistema deve chegar a mais 10 milhões de usuários da nuvem nos próximos meses.

Pelo menos 700 mortos em naufrágios no Mediterrâneo essa semana


Pelo menos 700 migrantes morreram afogados essa semana em três naufrágios na costa da Líbia, calculou hoje o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur). “A situação é caótica, não podemos ter certeza dos números, mas receamos que ao menos 700 pessoas podem ter morrido afogadas em três naufrágios essa semana”, diz o porta-voz da entidade Federico Fossi.
Cerca de 500 migrantes desapareceram depois de a embarcação de pesca na qual estavam ter naufragado na quinta-feira (26) na costa da Líbia, segundo o testemunho  sobreviventes. De acordo com eles, entre os mortos estariam pelo menos 40 crianças, incluindo, bebés recém-nascidos. “Nunca saberemos o número exato [de desaparecidos], nunca saberemos a sua identidade, mas os sobreviventes disseram que morreram mais de 500 pessoas”, afirmou Carlota Sami, do Acnur, em um cometário publicado na rede social Twitter.
Na quarta-feira, ao menos 100 pessoas desapareceram na sequência de um naufrágio. Na sexta-feira (27), em ouro naufrágio, foram recuperados 45 corpos durante operação de busca e salvamento.
A porta-voz da organização de defesa dos direitos humanos Save the Children na Sicília, Gionanna Di Benedetto, disse que é impossível verificar o número de mortos, mas de acordo com relatos dos sobreviventes, cerca de 1.100 pessoas saíram de Sabratha, na Líbia, na quinta-feira, em duas embarcações de pesca e num bote.

Brasil vence o Panamá em amistoso de preparação


A Seleção Brasileira derrotou o Panamá por 2 a 0, no Dick's Sporting Goods, em Denver, Colorado, nos Estados Unidos, em amistoso de preparação a Copa América Centenário. Os gols foram marcados por Jonas, aos dois minutos do primeiro tempo, e Gabriel, aos 27 da etapa final. 
Mais do que o resultado positivo, o Brasil mostrou que a semana de treinos em solo americano deu resultado, com boa evolução na troca de passes e muita pressão na marcação no campo de ataque.
A próxima partida da Seleção Brasileira é no sábado (4), pela estreia na Copa América Centenário, diante do Equador, no Rose Bowl, em Pasadena. Em seguida, o segundo adversário da Seleção será o Haiti, no dia 8, no Orlando Citrus Bowl. Pela terceira e última rodada da fase de grupos, o Brasil enfrenta o Peru, no dia 12, no Estádio Foxborough.
O jogo
Apesar do caráter amistoso da partida, a Seleção Brasileira entrou em campo com tudo e abriu o placar logo aos dois minutos. Após bela troca de passes, Daniel Alves levantou na área e Douglas Santos ficou com a bola. O lateral cruzou rasteiro e Jonas encheu o pé de canhota para balançar a rede. O Brasil não se acomodou e, seis minutos depois, quase chegou ao segundo. Philippe Coutinho recebeu na esquerda, fez fila na defesa, invadiu a área e mandou uma bomba. O goleiro Penedo, no entanto, conseguiu evitar o gol.
A bola parada também foi uma boa arma do time canarinho. Aos 20, Daniel Alves cobrou falta buscando o ângulo e obrigou Penedo a salvar o Panamá novamente. Vinte minutos depois, Coutinho fez nova jogada individual e arriscou o chute. A bola saiu rente à trave esquerda. 
Na etapa final, mais pressão da Seleção Brasileira. Aos 12, Hulk recebeu cruzamento de Coutinho e testou por cima do gol. Onze minutos depois, boa jogada de dois que haviam acabado de entrar: Lucas Lima recebeu na esquerda e cruzou rasteiro. Gabriel chegou bem no primeiro pau, mas Cummings conseguiu fazer o corte e afastou o perigo.
Aos 27, o atacante teve nova chance e, desta vez, não desperdiçou. Daniel Alves buscou o lançamento, Baloy não conseguiu afastar e a bola sobrou para Gabriel. Com muita frieza, ele só deslocou o goleiro e deixou sua marca para justificar o apelido de Gabigol. Já no fim, aos 38, o autor do segundo gol recebeu na esquerda e cruzou para Kaká. O meia dominou, girou e bateu no canto, mas Penedo se esticou todo e fez grande defesa, garantindo que o placar ficasse mesmo no 2 a 0.

Estudantes podem se inscrever no Sisu a partir de hoje

Começam hoje (30) as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Nesta edição, são ofertadas 56.422 vagas em 65 instituições públicas de ensino superior para o segundo semestre deste ano. As inscrições são feitas pela internet, no site do Sisu
Podem participar os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015 e não tiraram 0 na redação. As inscrições podem ser feitas até o dia 2 de junho.
Ao fazer a inscrição, o candidato deve escolher, por ordem de preferência, até duas opções entre as vagas ofertadas pelas instituições participantes do Sisu. O candidato também deve definir se deseja concorrer a vagas de ampla concorrência, a vagas reservadas a ações afirmativas.  Durante o período de inscrição, o candidato pode alterar suas opções. Será considerada válida a última inscrição confirmada.
Uma vez por dia é divulgada a nota de corte de cada curso, com base no número de vagas disponíveis e no total dos candidatos inscritos naquele curso, por modalidade de concorrência. A nota de corte é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento de sua inscrição, não sendo garantia de seleção para a vaga ofertada.
O resultado será divulgado no dia 6 de junho e a matrícula deverá ser feita entre os dias 10 e 14. Aqueles que não forem selecionados poderão participar da lista de espera, entre 6 e 17 de junho.  Os candidatos na lista começarão a ser convocados a partir do dia 23 de junho.

'Reconheço minha explosão emotiva', diz coordenador da Lei Seca no RN

Tenente Styvenson Valentim coordena a Operação Lei Seca em Natal      (Foto: Fernanda Zauli/G1)
O capitão PM Styvenson Valentim, coordenador da Operação Lei Seca no Rio Grande do Norte, está pedindo desculpas à Polícia Civil do estado. Em nota enviada ao G1no início da tarde deste sábado (29), ele admitiu ter agido intempestivamente ao generalizar sua insatisfação quando disse que “policial civil ganha muito bem para não fazer nada”. E complementa: “Reconheço a minha explosão emotiva por buscar um serviço público melhor, e por isso, aos policiais civis que de fato trabalham e honram o cargo, minhas sinceras desculpas por ter colocado os senhores nos rol dos funcionários públicos preguiçosos, dos parasitas, e que todos sabem que existem". 

A declaração feita por Styvenson causou revolta e indignação, principalmente a agentes e delegados da Polícia Civil. As palavras do capitão estão em um áudio de quase dois minutos que vazou de um grupo de WhatsApp. Nele, o capitão fala com uma mulher sobre como proceder após ela ter se envolvido numa determinada ocorrência de trânsito. A gravação, ainda segundo Styvenson, "foi recortada", ressalta. 
O Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do RN (Sinpol/RN) disse que a declaração do capitão “é despropositada e, principalmente, desrespeitosa para com uma categoria que tanto faz pela segurança pública do Rio Grande do Norte”. E que “ao contrário do que pensa e declara o capitão Styvenson, os policiais civis trabalham duro diariamente, mesmo sem muitas vezes disporem de condições e estrutura adequada”. E complementa:  “Acontece que, ao contrário do próprio capitão Styvenson, os policiais civis não usam a mídia para promoção pessoal e nem para expor o trabalho que é feito diariamente. Os policiais civis trabalham de maneira silenciosa, usando de inteligência e ferramentas investigativas" (ver nota completa abaixo)
Já a Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte (Adepol/RN), disse que “o referido oficial desqualifica, afronta e agride a categoria e a instituição Polícia Civil”, e que “o capitão Styvenson atacou, de forma grosseira, a honra de uma categoria que é reconhecida pela sociedade potiguar pelo seu profissionalismo e comprometimento, atributos que devem ser preservados, sob pena de comprometer a própria ordem pública”. Ainda de acordo com a associação, “generalizar e colocar na vala comum todos os integrantes de uma instituição é uma medida arrogante e presunçosa" (ver nota completa abaixo)
Processo administrativo
Comandante geral da Polícia Militar no estado, o coronel Dancleiton Pereira disse que “a Polícia Militar está analisando o ocorrido", e que "o capitão vai responder a um processo administrativo". O procedimento, segundo ele, será instaurado nesta segunda-feira (30). Dancleiton ainda destaca que “a ética policial militar impõe a todos os seus integrantes conduta profissional ilibada com a rigorosa observância das leis, regulamentos e normas que regem nossa instituição”. Por fim, o comandante frisa: “a Polícia Militar e a Polícia Civil são irmãs no contexto da Segurança Pública e que se relacionam muito bem no dia a dia no combate à criminalidade e defesa do cidadão”.
Já a Secretaria Estadual de Segurança Pública, limitou-se a dizer que neste primeiro momento não vai se manifestar sobre o assunto.
O capitão Styvenson Valentim começou a ganhar notoriedade em 2014, quando recebeu a missão de comandar a Operação Lei Seca no estado. Considerado um policial extremamente honesto em razão do pulso firme, rigidez e correção na forma de conduzir o trabalho que desenvolve, logo virou notícia. Nas ruas, é tratado como celebridade.
Transcrição do áudio que se espalhou pelas redes sociais
“Pois vou esclarecer uma coisinha para a senhora: policial civil ganha muito bem para não fazer nada. Delegado ganha 23 mil reais para não fazer nada. Delegado acha que tem poder sobrenatural, entendeu?… para não fazer nada. Ontem mesmo eu denunciei as delegacias que não querem trabalhar, só isso. Preguiça. Preguiça. Se a senhora quiser colocar isso pra frente, segunda-feira eu vou estar no Detran, a gente senta e eu vou dizer passo a passo o que a senhora tem que fazer, porque isso é um absurdo. Isso é um crime. Sabe por que? Porque se tivesse vítima fatal, se fosse alguém que tivesse morrido, e aí? ia ficar como? Aí ia ser preso? Ia colocar filmagem de Midway? Iam no posto de gasolina pra saber onde estava bebendo? Que dizer, que porra de lei é essa nesse país de merda que as coisas só funcionam para um lado, para o outro não? Então estou revoltado. E só revendo o seu questionamento sobre a Operação Lei Seca, a que eu comando não pertence a este estirpe de gente, não. Não pertence a este nipe de pessoas, não. Entendeu? O policiamento que eu faço depende de mim e só de mim mesmo. É por isso que a coisa é bem feita. Entendeu? Não sou vinculado a CPRE, mal sou vinculado à Polícia Militar e Detran. Então, as coisas que eu faço não é por instituição não, é por mim mesmo. Então, separo, porque quando faço uma coisa faço muito bem feita. Eu teria ido até o final nessa situação aí. Dona STTU? deve sim ir para a delegacia. Os agentes? Devem ir para a delegacia. Deveria ter ido todo mundo para a delegacia. Todos os envolvidos. Todo mundo é testemunha do fato. Todos deveriam ter ido, não era só a STTU, não. Todos deveriam ser ouvidos. Todos. Porque o código de trânsito prevê, não é só a questão do agente fiscalizador presenciar o fato. Mas, na verdade, vocês iriam entrar era como testemunha da ocorrência”.
Nota do Sinpol/RN
O Sinpol/RN vem a público expressar seu total repúdio a recente declaração dada pelo capitão Styvenson Valentim a respeito dos policiais civis do Rio Grande do Norte. Em áudio divulgado nas redes sociais, o oficial da PM potiguar ataca policiais civis dizendo que estes "ganham muito bem para não fazer nada".
Tal declaração é despropositada e, principalmente, desrespeitosa para com uma categoria que tanto faz pela segurança pública do Rio Grande do Norte. Ao contrário do que pensa e declara o capitão Styvenson, os policiais civis trabalham duro diariamente, mesmo sem muitas vezes disporem de condições e estrutura adequada.
Acontece que, ao contrário do próprio capitão Styvenson, os policiais civis não usam a mídia para promoção pessoal e nem para expor o trabalho que é feito diariamente. Os policiais civis trabalham de maneira silenciosa, usando de inteligência e ferramentas investigativas.
O Sinpol/RN respeita o trabalho desenvolvido pela equipe do capitão Styvenson na Lei Seca, mas ressalta que a opinião dele sobre a categoria policial civil não condiz com a realidade. Reforçamos que se o referido oficial teve qualquer problema com algum integrante da Polícia Civil que procure as esferas competentes para tentar solucionar tal problema, ao invés de usar redes sociais para atacar toda uma classe profissional.
Reiteramos nossa estima a todas as instituições que fazem a Segurança Pública do Rio Grande do Norte com a certeza de que o posicionamento e comportamento do capitão Styvenson não é uma regra dentro da Polícia Militar. Os policiais civis, assim como militares, federais ou rodoviários merecem respeito do capitão Styvenson e de todos os cidadãos.
Por fim, frisamos que em nome de todos os policiais civis iremos tomar medidas cabíveis para exigir, no mínimo, uma retratação por parte do capitão Styvenso.
Nota da Adepol/RN
A Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte (Adepol/RN) vem a público manifestar total repúdio às graves declarações imputadas ao capitão PM Styvenson Valentim, coordenador da Lei Seca no Estado, que ganharam repercussão nas redes sociais da internet hoje, 28 de maio de 2016, quando o referido oficial desqualifica, afronta e agride a categoria e a instituição Polícia Civil.
O capitão Styvenson atacou, de forma grosseira, a honra de uma categoria que é reconhecida pela sociedade potiguar pelo seu profissionalismo e comprometimento, atributos que devem ser preservados, sob pena de comprometer a própria ordem pública. Generalizar e colocar na vala comum todos os integrantes de uma instituição é uma medida arrogante e presunçosa.
Surpreendem as declarações, posto que a Polícia Judiciária, apesar dos parcos recursos disponíveis, se esforça ao máximo, ao longo dos anos, para proporcionar maior segurança à sociedade potiguar. Muitos são os profissionais que trabalham diuturnamente, com risco à própria vida, para diminuir os altos índices de criminalidade que assolam o estado potiguar. Este esforço e dedicação não podem ser jogados à lama por questões alheias aos interesses coletivos.
Existe toda uma ordem jurídica e legal a ser seguida nas ocorrências policiais, não podendo o Delegado de Polícia exercer suas atividades ao arrepio da Lei, apenas para atender pretensão individual de quem quer que seja. Vivemos em um Estado Democrático de Direito!!!
A Adepol/RN ingressará com as medidas judiciais e administrativas contra o agressor, por entender que ele, além de praticar uma transgressão disciplinar, maculou, de forma injusta, a honra dos Delegados de Polícia, categoria centenária no sistema jurídico brasileiro, exercendo atribuição essencial à justiça e exclusiva de Estado, e, não por outro motivo, é considerada a primeira garantidora dos direitos fundamentais do cidadão.
O aparelho da segurança pública é formado por instituições que devem agir entre si com ética, respeito e profissionalismo, buscando sempre o aprimoramento do trabalho e melhor resposta ao anseio popular e ao cumprimento da Justiça.
Por fim, a Adepol/RN acredita que a manifestação do referido capitão não é compartilhada pela Polícia Militar, instituição que, cotidianamente, anda ao lado dos Delegados de Polícia no combate à criminalidade e na manutenção da ordem pública e defesa do cidadão.
Nota do capitão Styvenson Valentim
Sim, a voz em um áudio "recortado" que circula em grupos de WhtasApp é a minha. A áudio é uma conversa com uma cidadã indignada, após a mesma postar uma mensagem na minha página pessoal do Facebook. Admito toda minha intempestividade ao generalizar a minha insatisfação a todos os policiais civis, mais específico aos delegados civis.
Reconheço a minha explosão emotiva por buscar um serviço público melhor, e por isso, aos policiais civis que de fato trabalham e honram o cargo, minhas sinceras desculpas por ter colocado os senhores nos rol dos funcionários públicos preguiçosos, dos parasitas, e que todos sabem que existem. Aos delegados que me acompanharam durante inúmeras operações da Lei Seca, queria lembrar nome de todos, mas só recordo dos delegados Daniel e Montanha, seus agentes e escrivães. Aos outros profissionais delegados e agentes, que sempre nos atenderam não por amizade, nem por aliança corporativista, e sim pelo profissionalismo e cumprir sua função, o meu respeitoso perdão. Generalizar foi meu grande erro.
Também peço desculpas a todos pela forma grosseira de como me referi ao meu País.
Mas, não retiro uma vírgula sobre o que falei sobre alguns funcionários públicos, que recebem, alguns muito bem, e nada fazem pelo cidadão, pelo contrário, apenas apontam o dedo para quem trabalha por um país melhor.

Sete cidades do RN ficam sem abastecimento de água

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) interrompeu na tarde deste domingo (29) o fornecimento de água para sete cidades do estado. No Seridó potiguar, Caicó,Jardim de PiranhasSão Fernando e Timbaúba dos Batistas estão sem abastecimento por causa da baixa no volume de água do rio Piranhas/Açu. Já na região Oeste, as cidades de Macau,Guamaré e Pendências ficam sem água para manutenção da adutora Pendências/Macau.
Segundo a Caern, a previsão de conclusão do serviço na adutora é para terça-feira (31) e a regularização do abastecimento ocorrerá ao longo do dia. Já a água fornecida para as cidades do Seridó é captada em Jardim de Piranhas e bombeada através da adutora Manoel Torres. Contudo, o nível atual do rio Piranhas/Açu deixa a captação inviável.
Para solucionar o problema, a Caern pediu à Agência Nacional de Águas (ANA), através do Instituto de Gestão de Águas do Rio Grande do Norte (IGARN), o aumento da vazão no açude Curema, na Paraíba, para liberar água a fim de aumentar o volume do rio Piranhas. O pedido foi atendido e a água deve chegar até quinta-feira (2). Somente com a chegada da água, será possível assegurar a retomada do abastecimento. Contudo, a Caern fará teste no Açude Itans, na tentativa de usá-lo como alternativa de abastecimento.