terça-feira, 14 de outubro de 2014

Rogério Marinho e a venda de Aírton e o empréstimo de jogadores das bases do ABC

O vice administrativo do ABC, Rogério Marinho participou do Arena da TV Ponta Negra, e falou sobre a negociação de três jogadores das bases, Vinicius, Berguinho e Pedrinho que estão sendo emprestados para o Fluminense, e do ala Aírton, que está sendo vendido para um grupo de investidores, e segundo o dirigente é a maior negociação do clube, desde a venda do atacante Wallyson: ” Todas as negociações que o ABC fez este ano foram de nossa responsabilidade, todas as certas e erradas, todos os erros e acertos. Quando chegamos ao ABC não tínhamos um sub-19 e por isso o time do  Estadual foi formado por jogadores contratados de outros Estados”.
Profissionalização e parcerias: “Nós fizemos 16 contratos profissionais com o sub-17 e vamos profissionalizar mais. Neste período fomos contactados por vários clubes do eixo sul-sudeste , oito ou nove procuraram o ABC para formalizarem parcerias e uma que está bastante adiantada é com o Fluminense, sendo que o zagueiro Vinicius já está lá e os outros dois, Berguinho e Pedrinho  irão viajar e serão emprestados por um ano, com uma taxa de vitrine que é normal, são jogadores com vínculo com o ABC e que estão entrando em uma vitrine nacional. Nós teremos de 60 a 70% em futuras negociações dos jogadores”.
Venda de Aírton: “O Aírton que já profissionalizado, nós  tivemos ao longo deste ano várias propostas que não aceitamos e recebemos  uma proposta firme no final da semana passada, e  depois de uma reunião com José Wilson, Bira Marques e Fred Menezes,  tudo que é feito no ABC é feito  de forma colegiada pensando sempre no melhor para o clube e para o atleta,  e a proposta foi entregue e nós já assinamos pré-contratado. O Aírton está viajando hoje para fazer exames médicos,  foi vendido para um grupo de investidores que eu vou anunciar oportunamente.  O ABC comercializou 70% do jogador , proposta de 500 mil reais e ficando o clube com um percentual para revenda futura. Quero lembrar ao torcedor, que Wallyson foi vendido por 600 mil com 100% para o jogador, e ele já era profissional e fazendo gols”.
Segundo o dirigente, nesta reunião de sábado ficou definido investimento nas bases: ” Vamos aplicar de 20 a 25% nas bases para garantir uma melhor estrutura e condições, e definimos também que a partir do Estadual do ano que vem, vamos ter de seis a oito jogadores das bases disputando a competição profissional”.

Nenhum comentário: