segunda-feira, 20 de outubro de 2014

MP confere peso das pedras do enrocamento na praia de Ponta Negra

Vistoria nas pedras do enrocamento acontece nesta segunda-feira (20) (Foto: Fernanda Zauli/G1)
A pedido do Ministério Público Estadual (MPE) e do Ministério Público Federal (MPF), o Idema e uma equipe de professores da UFRN farão diligência na próxima segunda-feira (20), na praia de Ponta Negra, em Natal, para que seja conferido, com balança de alta precisão, o peso das pedras do enrocamento instalado na praia. A diligência deve-se à constatação preliminar feita pela empresa CB&I de que o peso das pedras que foram instaladas no enrocamento está abaixo do previsto no projeto autorizado, o que implicará na diminuição da durabilidade e na eficiência da obra.
O MPE e o MPF solicitaram uma avaliação técnica da obra e o próprio município de Natal contratou a empresa CB&I, que vistoriou a obra durante 30 dias. A empresa mencionou que o peso das rochas que estavam sendo implantadas estava diferente do previsto no projeto. O contrato inicial foi de R$ 4.739.216,56, mas depois de um aditivo, a obra passou de 5 milhões de reais.

O projeto executivo apresenta uma variação de peso de 1.840 kg a 2.300kg. Segundo a CB&I, as rochas destinadas à obra não possuíam peso superior a 1.100 kg. A empresa que executou a obra discordou da desconformidade apontada. A Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Semopi) defende o projeto da empresa executora e não concorda com a realização da conferência e da nova pesagem das pedras.

Comerciantes e frequentadores de Ponta Negra têm informado que muitas pedras estão se deslocando do lugar e reclamam também da falta de manutenção do local e da proliferação de ratos no local. A perícia será realizada por uma comissão formada pelos professores Luiz Pedro de Araújo, Francisco Pinheiro Lima Filho, Angelo Roncalli Guerra e Carlos Alberto Pasckocimas. A perícia será coordenada pelo diretor técnico do Idema Sérgio Macêdo.

Nenhum comentário: