quarta-feira, 6 de maio de 2015

Aplicativo ajuda a fiscalizar serviços

O cidadão natalense não vai mais precisar de intermediários, praticamente, para fiscalizar, propor e valiar a execução de obras, a prestação de serviços e usufruto de bens públicos, com a adesão da prefeitura ao aplicativo de internet Colab.re. “É uma rede social que faz a ponte direta e transparente entre o cidadão e o poder público para uma gestão colaborativa”, diz o publicitário pernambucano Paulo Pandolfi, sócio-fundador da star-up, eleita em junho de 2013 como o melhor app urbano do mundo e escolhido entre os cinco melhores dentre 178 países, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU).

Para o secretário municipal de Comunicação Social, Heverton de Freitas, a Colab.br é mais uma ferramenta de comunicação direta com a população de Natal, que também já pode interagir com a prefeitura e outros órgãos públicos através de suas páginas nas redes sociais Facebook, Instagram e outros perfis  já disponíveis pela internet, como o @156 no Twitter onde o cidadão pode se informar sobre o trânsito da cidade ou o @vivernatal, voltado para ações de turismo e no google maps pelo qual pode se conhecer as rotas do sistema de transporte coletivo do município.

Heverton de Freitas destaca a importância dessa nova ferramenta de comunicação direta com a prefeitura, pelo fato da influência que a rede mundial de computadores já tem na vida das pessoas. Ele cita o fato de que a recente Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), mostra que 73% dos potiguares acima de dez anos de idade estão conectados na internet. “Em Natal esse índice pode ser até maior, porque aqui não tem área rural”, disse Freitas, para destacar que 48,5% das pessoas também estão conectadas à banda larga móvel, que é a plataforma mais utilizada pela Colab.br.

Segundo Freitas, a adesão oficial a uma rede social de cidadania, como a Colab.br, vai permitir que o cidadão natalense tenha uma resposta mais rápida a respeito de criticas, sugestões e fiscalizações, que já são encaminhadas à Ouvidoria, por exemplo, por intermédios de correio eletrônico ou propriamente por telefone. Freitas explicou que a Secretaria Comunicação Social e a Ouvidoria vai ter uma equipe, de pelo menos quatro servidores, para acompanhar as mensagens que são enviadas pelos internautas através da Colab.br.

Em alguns casos, a solução de demandas vai depender de cada órgão público, de acordo com a disponibilidade de recursos financeiros e orçamentários. Conforme o tamanho do problema, segundo Freitas, o caso objeto de alguma reclamação pode ser solucionado e corrigido imediatamente, “mas o certo  é que o cidadão vai  ter uma resposta mais rápida sobre o que está apresentando à prefeitura”.

Freitas oficializou a adesão da prefeitura ao aplicativo Colab.br (que vem de colabore), ontem de manhã, no auditório da Secretaria  Municipal de Planejamento (Sempla), no Tirol, onde também esteve o ouvidor geral do município, Júnior Grafith.

O aplicativo está disponível para redes móveis que usam os sistemas IOS e Android, mas também já está sendo desenvolvido para a plataforma operacional Windows, mas também pode ser acessado em um computador de mesa e notebook.


A ferramenta da rede social possibilita que o cidadão tenha acesso a três links - “fiscalize”, “proponha” e “avalie”, onde em cada um deles pode selecionar uma dentre diversas categorias depois que baixar o aplicativo no smartphone e fizer o cadastramento, inclusive pelo Facebook, mas para encaminhar a demanda é obrigatório o envio de fotografia, a fim de dar mais credibilidade à demanda, a prefeitura seja notificada do problema e tome ações corretivas e preventivas. Depois, o reclamante precisa fazer uma descrição do fato e enviar a mensagem.

“Esse é um passo importante para a prefeitura, porque aproxima mais o cidadão da administração pública e as respostas para os problemas registrados tem a sair com mais agilidade”, disse Freitas. Júnior Grafith informou que a Ouvidoria vai contar com uma equipe de três servidores, já treinados para operar operar o perfil da Prefeitura de Natal no Colab.br, juntando-se oficialmente a outras 70 prefeituras, inclusive de capitais como de Teresina e Porto Alegre e até o Plano Piloto, em Brasília (DF). Ao todo, o app da Colab.br, que é aberto, atende cidadãos de 1.700 municípios brasileiros.

Segundo Pandolfi, o app “chega sem nenhum custo financeiro para a prefeitura de Natal”, pois os recursos para sua manutenção devem advir de publicidade ou da adesão das prefeituras que se interessem na evolução de uso do  aplicativo. Ele explica que a prefeitura contará com uma ferramenta interna de monitoramento das demandas dos natalenses, que não será aberta ao público externo.

Nenhum comentário: