terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Ventos e ondas provocaram acidente que matou turistas no RN, diz Marinha

A Capitania dos Portos concluiu que a intensidade dos ventos e ondas causaram o acidente que matou duas turistas paulistas no dia 12 de outubro do ano passado na praia de Maracajaú, no litoral Norte do Rio Grande do Norte. O inquérito isentou o dono da jangada de qualquer responsabilidade pelas mortes de Josie Paiva de Oliveira Favari, de 31 anos, e a filha Melissa de Oliveira Favari, de apenas 2 anos. As duas se afogaram após a embarcação virar no mar.

Ao G1, o capitão dos portos, Alexander Neves, informou que o inquérito foi concluído no dia 12 de janeiro. O documento aponta como causa do acidente com base nos dados constantes dos autos, foi concluído que a causa determinante do acidente "a superposição dos efeitos de vento, ondas e o deslocamento repentino dos passageiros para um dos bordos (lados) da embarcação", diz nota enviada pela Capitania dos Portos.


De acordo com Alexander Neves, a Polícia Civil ainda não solicitou cópia do inquérito. O acidente está sendo investigado pela Delegacia de Extremoz, na Grande Natal. "Se houvesse dolo ou indício de crime enviaríamos o material ao Ministério Público, mas não aconteceu", explica o capitão dos portos. O dono da embarcação disse em depoimento à polícia que tentou "de todas as formas" salvar as duas.

"Eu não ouvi o alerta da Marinha. Nós saímos por volta das 12h para o passeio e as condições do mar eram boas naquele momento. No momento em que retornávamos o tempo mudou, o vento ficou mais forte e as ondas mais intensas. Quando estávamos a cerca de 300 metros do Farol uma onda atingiu e virou o barco. Nós fizemos de tudo para tentar salvá-las, mas elas ficaram presas embaixo do barco", disse Jair Clemente, dono da embrcação. Ele passou a tarde prestando depoimento na delegacia de Extremoz, município da Grande Natal.

O acidente
De acordo com a ocorrência registrada na Delegacia de Plantão da Zona Norte de Natal, a embarcação voltava de um passeio aos parrachos de Maracajaú quando foi atingida por uma onda e virou. Mãe e filha foram resgatadas por outras embarcações. Josie morreu ao entrar na ambulância do Samu. Já a filha faleceu ao chegar no hospital de Extremoz. As duas vítimas estavam na embarcação com Alessandro Favari, marido e pai de Josie e Melissa Favari.

Os parrachos de Maracajaú, no município de Maxaranguape, são um dos pontos turísticos mais visitados do estado.

Nenhum comentário: