quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Metade dos reservatórios do Dnocs no RN estão em volume morto

Dos 36 reservatórios do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs) no Rio Grande do Norte, 18 estão em volume morto, reserva técnica que fica abaixo do nível das comportas. Dos 10 estados em que o Dnocs mantém reservatórios, o RN só não tem mais açudes nesta situação do que o Ceará, com 25 locais com nível de água abaixo das comportas.

O Rio Grande do Norte possui atualmente a disponibilidade de 28% da capacidade de volume dos reservatórios. O quadro só é melhor do que o registrado em Minas Gerais (23%), Ceará (22%), Paraíba (18%) e Pernambuco (13%).


Os reservatórios potiguares que se encontram utilizando o volume morto são os seguintes: Açude Pau dos Ferros, Açude Mundo Novo, Açude Zangarelhas, Açude Caldeirão Parelhas, Açude Currais Novos, Açude Dourado, Açude Marechal Dutra (Gargalheiras), Açude Sossego, Açude Vinte e Cinco de Março, Açude Pilões, Açude Santana (Gangorra), Açude Umarizal, Açude Malhada Vermelha, Açude Bonito II, Açude Lucrécia, Açude Santa Cruz, Açude Santo Antônio de Caraúbas e Açude Alecrim.

Estado
Além dos açudes mantidos pelo Dnocs, de acordo com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, 15 dos 46 reservatórios estaduais estão em volume morto.

O baixo volume dos reservatórios tem agravado a situação nos municípios potiguares. Em oito cidades do estado, o quadro é de racionamento de água. A Companhia de Águas e Esgotos (Caern) informou que em todos os casos há incapacidade de fornecer água e o abastecimento tem que acontecer com carros-pipa e outras medidas emergenciais.

As cidades com colapso no abastecimento são: Luís GomesSão Francisco do Oeste,Tenente AnaniasSão MiguelJoão DiasCarnaúba dos DantasParaná e Antônio Martins.

Nenhum comentário: