segunda-feira, 3 de novembro de 2014

MST cobra obras em prédio da agricultura familiar

Trabalhadores rurais e militantes do Movimento dos Sem Terra (MST) não estão dispostos a desocupar a Central de Comercialização  da Agricultura Familiar, em Lagoa Nova. Eles prometem resistir e dizem que só sairão de lá quando a obra for entregue.  O prédio foi inaugurado em março de 2010, ainda no governo Wilma de Faria, mas até hoje não entrou em operação.  A central deveria funcionar como um mercado para que os produtores da agricultura familiar pudessem comercializar seus produtos, gerando benefício para quem vive do campo.

Nenhum comentário: