terça-feira, 4 de novembro de 2014

Henrique Alves busca alternativa para evitar proibição da pesca de novas espécies de peixes e crustáceos

Brasília (DF) – Representantes de pescadores e empresários da indústria da pesca estiveram reunidos com o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, para fazer um apelo contra a publicação de portaria do Ministério do Meio Ambiente que inclui na lista de espécies em extinção 4,5 mil tipos de peixes e crustáceos, entre eles, lagosta, caranguejo, pargo e cioba. A decisão prejudicaria pescadores em empresários, pois a pesca das espécies incluídas na lista ficaria proibida por prazo indeterminado e só poderia ser retomada depois de uma revisão da lista pelo Ibama e pelo Instituto Chico Mendes (ICMbio).

O encontro foi solicitado pelos presidentes da Confederação Nacional da Pesca, Abrão Lincoln, e do Conselho Nacional de Pesca e Aquicultura, Armando Burle, - órgãos representativos das colônias de pescadores de todo o Brasil e da indústria brasileira da pesca. O deputado Henrique Alves disse que vai conversar com a ministra Izabella Teixeira para adiar a publicação da portaria e retomar o diálogo entre os Ministérios do Meio Ambiente e da Aquicultura e Pesca.

O ministro da Pesca, Eduardo Lopes, participou da reunião e espera que, no diálogo proposto pelo presidente da Câmara, se viabilize uma alternativa para evitar a inclusão de, pelo menos, 300 espécies consideradas de valor comercial, na lista de animais em extinção. A preocupação dos empresários , assim como a dos pescadores, também foi externada pelo empresário paraense, Armando Burle, que falou em nome da indústria nacional da pesca.


Fotos: J Batista

Assessoria de Imprensa
Presidência da Câmara dos Deputados

Nenhum comentário: