quinta-feira, 28 de agosto de 2014

UMA NOVA ESCRAVATURA NO BRASIL


Sem quartel e sem guarida
E com armas desiguais
Perdemos cada vez mais
Nesta luta pela vida .

Os abutres nos rodeiam
Decidem a nossa sorte
E, nos condenando à morte,
Sequiosos se banqueteiam...

Os embustes são urdidos
De maneira natural
E até parece normal
Vivermos empobrecidos...

É tão escasso o nosso pão
E alienante é a cultura
Reina aqui nesta nação
Uma nova escravatura...

Nos trazem acorrentados
Ora sem elos de ferro
E,como que num desterro,
Nos mantêm deserdados ... 

Nenhum comentário: